Por que este blog não está no Facebook?

Como um blog especializado em saúde, interessado na divulgação de ideias, tudo o que queremos ter é leitores. De preferência, leitores ativos e participantes. O terreno em que disputamos este nobre personagem – Sua Excelência, o Leitor – todavia, é muito populoso e disputado. Alguns nos sugerem: postem suas mensagens também no Facebook, a famosa rede social que hoje em dia virou praticamente sinônimo de internet. Temos nos recusado e pretendemos nos manter afastados disso. Querem saber o por quê?

Entre outras razões, porque na mídia, em geral, as notícias forjadas podem ser rebatidas e denunciadas, enquanto nesta grande rede social se a pessoa não integrar a comunidade à qual essas mentiras são direcionadas, é provável que nem tome conhecimento delas. A empresa de Zuckerberg não tem qualquer interesse financeiro em só dizer a verdade, justificando um  comentário do jornalista inglês John Lancester: “se o produto for de graça, você é que é o produto”. E ele ainda adverte: “para o Facebook, que diferença faz se as notícias postadas são verdadeiras ou falsas? Seu interesse está no direcionamento dos anúncios, no targeting, e não no conteúdo que os acompanha”.  Fakebook, seria um bom nome para a tal rede social.

Mas não é só isso. Outro jornalista, este brasileiro, Abel Reis, da Agência Dentsu Aegis
Network Brasil chama atenção para que a companhia de Mark Zuckerberg foi acusada de ter propiciado a disseminação de notícias falsas que acabaram por contribuir para a surpreendente eleição de Donald Trump. Mas que ao mesmo tempo, pela primeira vez, está sofrendo perdas expressivas de usuários diários nos seus principais mercados (Estados Unidos e Canadá), com o tempo médio de navegação caindo nos últimos meses do ano. A busca da redenção, priorizando publicações “amistosas” (com bebês, casais, viagens etc), desagradou investidores e empresas de conteúdo. E ele acrescenta: “quanto a nós, seguidores, é difícil acreditar que um novo algoritmo melhore automaticamente nosso comportamento”.

Por conta de tais mudanças, a Folha de São Paulo e muitos outros jornalões do mundo estão cancelando sua participação e a divulgação de notícias em tal rede.

Sinceramente, vocês leitores acham que o Facebook seria um lugar adequado para um blog de saúde sério como o nosso?

Saibam mais…

https://veredasaude.com/2017/10/20/farewell-facebook/

https://epocanegocios.globo.com/colunas/Sociedadecom/noticia/2018/02/nos-deram-o-facebook-e-vimos-um-mundo-doente.html

http://piaui.folha.uol.com.br/materia/voce-e-o-produto/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s